quarta-feira, 9 de abril de 2014

Abril começou e eu não quero mais

O Desafio Fazer Acontecer tem chegado a muita gente.

E Abril começou e com ele começou o desafio Meditar-e que te é trazido pela Mariana, do My Zen Moments, um grupo fechado no Facebook.

Abril começou e eu estava de férias. Viajamos sem computador e para onde fomos não há wireless à borla nem o tempo todo Foi bom desligar-me. Mas duro. Confesso que não estar ligada, que não escrever nem aqui nem aqui já me faz confusão e cria-me alguma ansiedade. E tudo isto é um enorme disparate. É um sinal dos tempos, é certo. Mas não é bem isto que desejo para mim. Desejo liberdade. E neste momento liberdade é não estar conectada e fazer acontecer as minhas coisas.

Abril começou e eu estou a começar a desconectar-me aos bocadinhos. E meditar ajuda-me. Porque estou presente no meu momento. E sabe-me bem. Parece que tinha desaprendido. É tão estranho, sabes?

Abril começou e com ele começaram as corridas enquanto a minha filha mais velha vai para a dança. E nesses momentos, embora não esteja desconectada - porque vou a ouvir a radio e com o runkeeper - a verdade é que esse é o meu momento.

Abril começou e eu sinto-me quase vencida pelo ritmo que as semanas, depois das férias, podem ter.

Abril começou e eu procuro equilibrar tudo focando-me nas rotinas do dia-a-dia. Nas deles e nas minhas.E embora muitas vezes faça de conta que está tudo bem e 'nas calmas', não está. Mas o fazer de conta ajuda tanto.

Abril começou e eu sinto que já terminou.

É tão estranho mas sei que não sou a única que sinto isto.
Por isso é que este desafio é tão importante.

E Abril começou e eu continuo a berrar baixinho, e eu continuo a deitar 5 coisas fora, quase todos os dias [deitar fora, dar, desfazer-me...], continuo a fazer a cama [quase] todos os dias. Mas decidi conscientemente ter mais tempo para mim: corrida, natação e leituras à noite. Decidi, conscientemente pousar o telemóvel longe de mim, sempre que chego a casa.

Mas a ter de melhorar nisto tudo porque é difícil, o ritmo que os nossos dias têm e as notificações [que entretanto desliguei].

2 comentários:

  1. Abril começou e com ele vieram novos desafios, sim se quiser considerar algo de muito mau que poderá acontecer uma desgraça não vou a lado nenhum, por isso considero-o um desafio e vou fazer acontecer, ao chegar ao final de Março reparei que ando a berrar mais baixo, salvo uma ou outra excepção, o meu frasquinho da gratidão está com muitos papelinhos, o que é bom sinal, o fazer acontecer está encaminhado. quanto ao desliga-te é a melhor proposta de sempre :)
    Eis senão quando algo acontece que me deixa a ferver de raiva, uma ameaça à minha pessoa e às minhas filhas, aí a meditação e as caminhadas de uma hora "à volta dos quarteirões" ajudaram a canalizar esta energia para algo de positivo e criei a página Adoptar uma criança é um acto de amor ( https://www.facebook.com/adoptareumactodeamor?ref=hl ) onde procuro informar e esclarecer algumas mentes atribuladas. Comecei também a escrever as minhas memórias, para que um dia as minhas filhas saibam mais sobre a nossa família. Por isso renovemos a nossa energia e façamos acontecer!!!!

    ResponderEliminar